10 Pontos Turísticos Imperdíveis na Bélgica

Um pequeno país que esconde uma riqueza de tesouros culturais, históricos e gastronômicos que encantam viajantes de todo o mundo. Aninhada entre a França, a Alemanha e os Países Baixos, esta joia europeia é um mosaico de influências e tradições, onde o antigo e o moderno coexistem harmoniosamente. Com suas cidades medievais, magníficos castelos, arquitetura gótica e prazeres culinários, a Bélgica é um destino imperdível para aqueles que buscam uma experiência verdadeiramente única.

Ao explorar a Bélgica, você descobrirá que cada cidade tem seu próprio charme e personalidade. Desde a romântica Bruges com seus pitorescos canais e edifícios bem preservados, até a vibrante Antuérpia, centro da moda e do design, a Bélgica oferece algo para todos os gostos. E, é claro, não podemos esquecer a capital, Bruxelas, onde a elegante Grand-Place, cercada por edifícios ornamentados, convida você a se perder em sua beleza e história.

Os viajantes em busca de uma jornada histórica e cultural encontrarão inúmeros castelos, igrejas e museus espalhados por todo o país, como o imponente Castelo de Gravensteen em Gante, a majestosa Prefeitura de Leuven e a bela Grote Markt de Mechelen. Além disso, a Bélgica é lar de uma série de Patrimônios Mundiais da UNESCO, como o complexo industrial do Grand-Hornu e os notáveis carrilhões de Mechelen e Leuven.

E para os amantes da gastronomia, a Bélgica é praticamente um paraíso na Terra. De seus mundialmente famosos chocolates e waffles a uma variedade de cervejas artesanais, cada visita será uma aventura culinária inesquecível.

Em resumo, a Bélgica é um país pequeno em tamanho, mas grandioso em encantos e descobertas. Então, prepare-se para embarcar em uma jornada inesquecível pelos pontos turísticos mais impressionantes e charmosos que a Bélgica tem a oferecer. Será um deleite para os olhos, a mente e o paladar

10. Prefeitura de Leuven

 Leuven Town Hall

Um verdadeiro tesouro arquitetônico que adorna a Grote Markt, a praça central desta vibrante cidade universitária na Bélgica. Localizada na região de Flandres, Leuven é conhecida por abrigar a mais antiga universidade católica do mundo, a KU Leuven, fundada em 1425. No entanto, a Prefeitura é sem dúvida uma das principais atrações desta charmosa cidade.

Construído no estilo gótico brabantino, a Prefeitura de Leuven data do século XV e é uma verdadeira obra-prima. Com sua fachada ricamente ornamentada, o edifício parece mais uma peça de arte meticulosamente esculpida do que uma simples sede administrativa. Repleta de pináculos e estátuas, a Prefeitura possui uma impressionante coleção de 236 figuras que adornam sua fachada. Essas esculturas retratam uma variedade de personagens, desde santos e patronos locais até figuras históricas e bíblicas.

Além de sua beleza exterior, a Prefeitura de Leuven abriga uma série de salas de cerimônia e galerias que também são de tirar o fôlego. O Salão Gótico, com seus belos vitrais e tetos abobadados, é particularmente impressionante. E se você tiver a oportunidade de fazer um tour guiado, poderá aprender ainda mais sobre a rica história e as histórias intrigantes por trás desta magnífica construção.

Então, se você está planejando uma visita à Bélgica, não deixe de incluir Leuven em seu roteiro. A Prefeitura é um verdadeiro deleite para os amantes da arte, arquitetura e história. E, é claro, enquanto estiver na cidade, aproveite para explorar a movimentada cena cultural e a vida estudantil que dão a Leuven seu charme único e energia contagiante.

9. Mons Belfry

Mons Belfry

Mons é uma cidade medieval que hoje serve como capital da província de Hainaut. É o lar do único campanário barroco da Bélgica. O campanário está localizado no ponto mais alto de Mons, em uma praça que outrora abrigou um castelo; os restos deste castelo podem ser vistos até hoje. Esta torre com sinos tem 87 metros de altura, com um carrilhão de 49 sinos no topo, com o maior sino pesando cinco toneladas. Acima do campanário, construído no século XVII, existe uma linda cúpula em forma de cebola.

8. Bouillon Castle

Bouillon Castle

O Castelo de Bouillon fica em uma colina com vista para a cidade de Bouillon. Acredita-se que ele remonta aos Romanos, embora seja mencionado pela primeira vez no final do século 10. Um de seus primeiros proprietários o vendeu para financiar sua participação na Primeira Cruzada.

O castelo tem três pontes levadiças, calabouços e uma câmara de tortura que os visitantes verão ao descer do topo. O castelo, considerado um dos melhores da Bélgica, tem um sistema de defesa único, em camadas, projetado para protegê-lo dos invasores.

7. Grote Markt, Mechelen

Grote Markt, Mechelen

Um verdadeiro convite à contemplação e ao prazer de desfrutar de uma cidade histórica belga com uma atmosfera acolhedora. Localizada entre Bruxelas e Antuérpia, Mechelen é uma joia frequentemente esquecida, mas que vale a pena ser explorada. A Grote Markt, ou Praça do Mercado, é o coração pulsante desta cidade encantadora e um ótimo ponto de partida para conhecer Mechelen.

Cercada por edifícios históricos e belas fachadas, a Grote Markt de Mechelen é um espaço vibrante onde o passado e o presente se encontram. Entre os destaques arquitetônicos da praça estão a deslumbrante Prefeitura, com sua mistura de estilos gótico e renascentista, e a Igreja de São Rumoldo, uma imponente catedral gótica que abriga um carrilhão mundialmente famoso.

A praça é um lugar perfeito para relaxar e apreciar a vista enquanto saboreia uma cerveja belga ou prova algumas das deliciosas especialidades locais, como os “maatjes” (arenques crus) ou as “Mechelse koekoek” (frangos de Mechelen). A Grote Markt é também o palco de vários eventos e festivais ao longo do ano, como o mercado de Natal, que transforma a praça em um verdadeiro conto de fadas durante o inverno.

Não muito longe da Grote Markt, você encontrará outras atrações interessantes, como o Palácio do Arcebispo e o Hof van Busleyden, um museu dedicado à história e à arte de Mechelen. E, claro, não se esqueça de passear pelas charmosas ruas e vielas de paralelepípedos que se ramificam a partir da praça, onde encontrará lojas, cafés e restaurantes acolhedores.

Então, se você está buscando uma experiência autêntica e menos turística na Bélgica, a Grote Markt de Mechelen é um destino que vale a pena visitar. Afinal, quem não gostaria de se perder no tempo enquanto aprecia a história, a arquitetura e a deliciosa gastronomia belga?

6. Antwerp Central

Antwerp Central

A Estação Centraal é a principal estação ferroviária em Antuérpia, na região de Flandres. O prédio de pedras é encimada por uma enorme cúpula que tem 44 metros de altura. A estação é considerada o melhor exemplo de arquitetura ferroviária da Bélgica. Também é considerada uma das estações de trem mais bonitas do mundo. Os trens partem e chegam em 14 trilhos em quatro níveis. A Estação Centraal também é capaz de lidar com trens de alta velocidade. O prédio, inaugurado em 1905, apresenta uma fachada imponente para os viajantes.

5. Tournai Cathedral

Tournai Cathedral

O catolicismo tem sido uma religião importante na cidade valã de Tournai desde o século VI, embora a construção da Catedral de Nossa Senhora (Notre-Dame de Tournai) não tenha começado até o século XII. Ela apresenta três estilos arquitetônicos: Românico, Transitório e Gótico.

A catedral tem cinco torres de sinos com tetos que atingem até 157 pés de altura. A casa de culto é também o lar de The Issue of Souls in Purgatory, uma pintura do grande artista flamengo, Peter Paul Rubens. A catedral está sendo renovada após sofrer grandes danos em um tornado de 1999.

4. Gravensteen

Gravensteen

Um exemplo icônico da arquitetura medieval e um dos poucos castelos-palácio que resistiram ao teste do tempo na Europa. Localizado na pitoresca cidade de Gante, na Bélgica, este monumento histórico parece ter saído diretamente de um livro de histórias.

Construído em 1180 por Filipe de Alsácia, o Conde de Flandres, o Castelo de Gravensteen serviu como sua residência e fortaleza. O nome “Gravensteen” traduz-se literalmente para “Castelo do Conde” em holandês, o que deixa claro quem mandava no pedaço naquela época. O castelo foi projetado com uma imponente muralha e uma torre central que oferece uma vista panorâmica de Gante.

Através dos séculos, Gravensteen teve diferentes funções: serviu como prisão, tribunal, fábrica de algodão e até como depósito de arquivos. Felizmente, no final do século XIX, o governo belga decidiu restaurar o castelo, devolvendo-lhe o esplendor original.

Hoje, o Castelo de Gravensteen é um dos principais pontos turísticos de Gante. Durante a visita, é possível explorar suas câmaras medievais, incluindo a sala de tortura – que certamente não é para os fracos de coração! Mas não se preocupe, o castelo é bem mais amigável hoje em dia. A vista do topo da torre de menagem é simplesmente espetacular, e você poderá tirar fotos incríveis da cidade.

Então, se você deseja experimentar um pouco da atmosfera medieval, conhecer a história intrigante do Conde de Flandres e apreciar vistas deslumbrantes de Gante, o Castelo de Gravensteen é o lugar perfeito. E lembre-se, não é todo dia que se tem a oportunidade de explorar um castelo de 800 anos!

3. Torre Belfry, em Bruges

Belfry of Bruges

Os visitantes precisam estar em boa forma física se quiserem escalar a torre Belfry de Bruges. São 366 degraus íngremes e estreitos até o topo. Aqueles que completarem a escalada deste importante símbolo de Bruges serão recompensados com grandes vistas da cidade.

A torre dos sinos data de 1240, construída em uma época em que Bruges era um centro da indústria de tecidos. Ela foi reconstruída após ser destruída pelo fogo 40 anos depois, com outros incêndios ocorrendo nos séculos seguintes. Os sinos ainda hoje se apagam da torre.

2. Grand Place, Bruxelas

Grand Place

O Grand Place (ou Grote Markt) é um lugar imperdível para os visitantes de Bruxelas. De fato, esta praça central é o principal ponto de referência da cidade. Cercada pela prefeitura e pelos guildhalls, a praça não é muito grande, como as praças ao redor do mundo vão, mas os edifícios antigos que alinham seus lados a tornam muito especial.

O Grand Place data do século XI, quando os mercados eram realizados. Atualmente, a cada dois anos, em agosto, um enorme “tapete de flores” é instalado no Grand Place por alguns dias. Um milhão de begônias coloridas são montadas em padrões que cobrem uma grande parte da praça.

1. Canais de Bruges

Canals of Bruges

Mergulhe na Veneza do Norte e descubra os encantos desta cidade medieval belga, onde o tempo parece ter parado há séculos. Localizada na região de Flandres, a cidade de Bruges é conhecida por sua impressionante rede de canais e pela arquitetura bem preservada, que nos transporta para um mundo de contos de fadas.

Se quiser realmente aproveitar a cidade, é imprescindível um passeio de barco pelos canais. Serpenteando por vias aquáticas estreitas e charmosas, você desfrutará de uma perspectiva única das fachadas pitorescas, das pontes românticas e das torres medievais. Prepare-se para tirar muitas fotos – você vai querer lembrar desses momentos para sempre!

E, como um bom belga diria, não se esqueça de experimentar os deliciosos chocolates e waffles que a cidade tem a oferecer! Bruges não é apenas conhecida por sua incrível atmosfera e arquitetura; a gastronomia local também merece destaque. E se você está se perguntando se os chocolates são tão bons quanto dizem, a resposta é sim, eles são realmente divinos.

Então, se você deseja se perder na história, se encantar com a beleza e saborear algumas das melhores delícias culinárias da Europa, visite os Canais de Bruges. Afinal, quem precisa de Veneza quando se tem uma versão mais tranquila e igualmente bela na Bélgica?

Compartilhe: